Blog

Planejamento estratégico para empresas em 5 passos

Gestão de Negócios

Planejamento estratégico para empresas em 5 passos

O planejamento estratégico é passo essencial para empreender de forma estruturada e organizada. Quem resolve fazer tudo #nastoramode, como chamamos por aqui, encontra muito mais adversidades e tem mais chances de ter que fechar o negócio ou se endividar nos primeiros anos. 

Pensando nisso, reunimos os cinco passos para que você faça um planejamento estratégico eficiente e que possa ser um norte para sua empresa nos primeiros anos. Além disso, é possível revisá-lo sempre que precisar e adaptá-lo às mudanças do seu negócio e do mercado. 

Por que fazer um planejamento estratégico para empresas?

Primeiramente, vamos falar um pouco da importância de fazer um planejamento estratégico para sua empresa. Essa ferramenta é um documento que indicará os caminhos a seguir para que seus objetivos sejam alcançados. É a bússola que indicará por onde será preciso percorrer para chegar no destino desejado. 

Muitos empreendedores iniciantes abrem uma empresa sem que esse planejamento seja feito e acabam se prejudicando. Outros deixam de fazer por falta de conhecimento, o que é super normal. 

Acompanhe o post até o final e saiba como criar um planejamento estratégico para sua empresa e garanta que você está investindo em um negócio possível com capacidade de se pagar e, principalmente, gerar lucro. 

5 passos para fazer um planejamento estratégico para empresas

1. Defina a missão, visão e os valores

O planejamento estratégico vai desde o estudo do negócio e do mercado até a aferição dos resultados e ajuste do que for necessário. Por isso, o primeiro passo é estabelecer quais serão os aspectos que definem a identidade e o posicionamento da organização

Muitos empreendedores negligenciam a definição da missão, visão e valores da empresa, por acharem que não é importante. Mas essa etapa serve de base para a construção de um planejamento eficiente. 

A missão define a razão pela qual a empresa existe, a visão mostra onde a empresa quer chegar e os valores quais são os princípios inegociáveis. Refletir e estabelecer esses parâmetros vai te ajudar a se aprofundar nos seus objetivos com o negócio e a passar isso a todos os colaboradores e possíveis sócios

Empresas familiares de sucesso

2. Faça uma análise do ambiente interno e externo

O segundo passo é a análise dos ambientes interno e externo. Considerar os fatores que exercem influência direta e indireta na sua empresa é essencial para fazer um bom planejamento a longo prazo. 

Uma ferramenta excelente para essa etapa é a Análise FOFA ou SWOT. Ela reúne em quatro quadrantes os fatores internos e externos, positivos e negativos: 

  • Forças: fatores internos positivos;
  • Oportunidades: fatores externos positivos;
  • Fraquezas: fatores internos negativos; 
  • Ameaças: fatores externos negativos. 
Startup de sucesso

3. Defina metas e objetivos – de curto, médio e longo prazo

Depois de definir o cenário interno e externo do seu negócio, chegou a hora de definir as metas e objetivos da organização. A dica aqui é pensar nos objetivos de curto, médio e longo prazo, além de criar metas inteligentes. 

As metas inteligentes, ou SMART, te ajudam a definir metas alcançáveis e fáceis de mensurar. Para isso, elas precisam ser: 

S – Específicas

M – Mensuráveis

A – Atingíveis

R – Relevantes

T – Temporais 

4. Defina um plano de ação

O plano de ação é referente à execução das estratégias e o detalhamento do processo. Ele especifica cada etapa dos processos, o papel de cada colaborador, recursos necessários e todas as informações necessárias para colocar em prática as ações definidas no passo anterior. 

Para que as ações estejam completas e com todas as informações necessárias para que todos os colaboradores entendam, vale responder a sete perguntas: o quê, por quê, onde, quando, quem, como e quanto vai custar. 

Planejamento estratégico para empresas em 5 passos

5. Meça e acompanhe os resultados

Por fim, o último passo do seu planejamento estratégico é fazer a mensuração e acompanhamento dos dados. Esse planejamento não deve ser feito para ser guardado e esquecido. Essa é uma ferramenta fundamental que deve ser monitorada, pesquisada, complementada e alterada quando necessário.

Leave your thought here

O seu endereço de e-mail não será publicado.