Blog

Modelo de Negócio: O Que É, Quais os Mais Usados + Exemplos!

modelo-de-negocio-o-que-e-quais-os-mais-usados-e-exemplos
Consultoria

Modelo de Negócio: O Que É, Quais os Mais Usados + Exemplos!

É comum que muitos empreendedores, em início de carreira, pensem mais lá na frente, ou seja, na empresa já formada e gerando lucros. Mas, é preciso ter em mente que a rota escolhida (modelo de negócios) é mais importante do que o ponto de chegada. 

Mas, então, por onde começar o seu negócio

Neste conteúdo, vamos te mostrar tudo sobre como construir um negócio de forma clara, objetiva e segura. 

Fique de olho! 

Tem uma ideia de negócios, mas não sabe como tirá-la do papel? Veja como a Consultoria para Empresas Tapa na Cara da 55Lab pode te ajudar!

O Que É Um Modelo de Negócio?

O modelo de negócio é a especificação de como a sua empresa vai criar, entregar e recolher valor. 

É exatamente por isso, que, na hora da escolha do modelo, você deve responder às seguintes perguntas: 

  • o que vou fazer
  • para quem vou fazer;
  • como vou fazer;
  • quanto vou gastar. 

Quais os Tipos de Modelo de Negócio?

Como vimos, o objetivo do modelo de negócios é um só: dizer como é o presente e será o futuro da sua empresa. 

Mas, como existem inúmeros tipos de empreendimentos, o melhor é você conhecer as variedades, antes de qualquer definição. 

Dê só uma olhada: 

Franquia

O modelo de franquia é perfeito para quem quer um tipo de negócio já testado e validado. Teoricamente, alguém que busca mais segurança e quer ter mais garantias sobre o retorno dos investimentos pode se sentir mais à vontade como franqueado. É claro que vai ter muito trabalho para operar o negócio e colocar o plano tático em prática, mas a estratégia é desenhada em parceria com a franqueadora. 

Existem diversos tipos de franquias no Brasil. Elas variam de acordo com o segmento de atuação, tamanho da operação, investimento necessário e até com formatos de relacionamento com a franqueadora. Você pode conferir detalhes no site da Associação Brasileira de Franchising.

Assinatura

Já a variação assinatura é para quem oferece o aluguel, seja de serviços ou produtos, para os clientes. 

Um exemplo muito atual disso são as caixas de alimentos, roupas, livros, maquiagens, etc. 

Funciona assim: o consumidor assina o seu serviço, paga um valor por mês e, então, passa a receber uma caixa com produtos especialmente selecionados. Ou seja, tudo de acordo com o perfil daquele cliente. 

Outro caso clássico disso são as assinaturas de jornais, revistas e de streaming de música, filmes e séries e até de academia ou coworkings.

Freemium

modelo-de-negocio-fremium

O tipo de negócio freemium é bem parecido com o exemplo anterior. 

A diferença aqui é que, dentro da assinatura, existem duas modalidades: a gratuita e a paga (a segunda com mais vantagens, claro). 

E aí, o cliente começa a sua jornada no modo grátis e precisa ser atraído pelas facilidades do modo pago. 

Isca e Anzol

Mais um dos tipos de negócio é o isca e anzol. 

Mas, afinal quando ele é usado? 

O nome é bastante sugestivo, uma vez que, nesse “tratado”, o cliente é induzido a comprar serviços ou produtos relativamente baratos. 

Só que estes dependem de um segundo tipo de mercadoria que, por sua vez, custa mais caro. 

Por isso, o termo isca e anzol. 

Marketplace

Você já ouviu falar em marketplaces? Eles representam os imensos sites varejistas, por exemplo: Amazon, Americanas, Mercado Livre, Dafiti, Carrefour e tantos outros. 

Pois bem. Existe a possibilidade de você desenvolver um modelo de negócio para vender dentro dos marketplaces. 

Negócios Sociais

Aqui temos a união entre vendas + projetos sociais. Você pode, por exemplo, reunir um grupo de mulheres da periferia que façam produtos artesanais. 

Tudo, então, é vendido para o seu determinado público. Assim, é uma forma de não só pensar na lucratividade, mas também de potencializar mudanças dentro da sociedade. 

Bacana, não é mesmo? 

Economia Colaborativa

Por fim, mas não menos importante, há a economia colaborativa. 

Nesse exemplo de negócio, há uma ferramenta (que pode ser digital) para o encontro entre fornecedores e consumidores de produtos ou serviços. 

Podemos citar como exemplo o caso do Airbnb. Por meio de uma plataforma virtual, proprietários exibem suas casas e apartamentos para aluguel. 

Dessa forma, turistas conseguem encontrar lugares bons e com diferentes preços para se  hospedarem. 

Como Fazer Um Plano de Modelo de Negócio?

Agora, sim, chegamos ao ponto-chave deste conteúdo. 

Veja como você pode construir um plano para modelo de negócio: 

1. Defina a Ideia de Negócio

O primeiro passo é escolher um entre os exemplos de negócio disponíveis. Pense em qual área e com o que você deseja atuar? 

2. Defina o Público-alvo

Em seguida, vem a parte da definição do público-alvo. Dessa forma, quem são os seus clientes em potencial? Onde eles vivem? Com o que trabalham? Quais são seus hábitos de consumo? Qual é a faixa etária deles?

Tudo isso te ajuda a perceber se, lá na frente, há chances de ter um grande número de vendas ou não. 

3. Descreva as Atividades da Empresa

como-fazer-um-plano-de-negocios

O terceiro passo é explicar, dentro do plano de negócio, quais são os tipos de serviços ou produtos e como vai comercializá-los. 

Defina quem serão os fornecedores, quanto você terá (provavelmente) de investimentos, gastos e lucros. 

Outro ponto é reunir informações sobre o número de profissionais contratados e suas principais atribuições, se houver mesmo a necessidade, claro. 

Como Um Modelo de Negócio Vai Ajudar a Lucrar Mais?

É sempre muito importante pensar que o modelo de negócio é “a alma da sua empresa”. 

Afinal, o documento traz todos os detalhes do que você tem hoje, do que pretende fazer e alcançar ao longo do tempo. 

No dia a dia, dá para comparar as ações e resultados conquistados com tudo o que foi exposto no modelo de negócios. 

Sem dúvidas, é uma forma segura de medir o progresso, isso é um cuidado imprescindível para quem deseja crescer e lucrar mais. 

Ferramentas Para Criar Um Modelo de Negócio

Agora que já vimos o que é um plano de negócio e quais são alguns dos tipos de empreendimentos disponíveis, chegou a hora de colocar a mão na massa. Sugerimos aqui algumas ferramentas que seguem a lógica do Business Model Canvas, uma forma simples e rápida de modelar o negócio. 

Veja algumas ferramentas que te ajudam a criar o seu planejamento: 

Business Model Designer

É uma ferramenta virtual que exibe, em blocos, os nove principais passos dos negócios. Isso vai desde a segmentação de clientes até a estrutura de custos. 

Canvanizer

No Canvanizer, você consegue jogar absolutamente todas as suas ideias em uma só tela. 

Se preferir, também dá para criar um link e compartilhar com as suas equipes. Lembrando que quanto mais cabeças pensantes, em alguns processos, melhor. 

Além disso, também existem telas com modelos de negócios diferentes para você aproveitar.

Sebrae Canvas

O Sebrae Canvas disponibiliza uma ferramenta online, sem necessidade de instalação, para você colocar todas as suas ideias. 

A criação do plano é feita em um painel cheio de post-its que dá para arrastar, editar, excluir, enfim. 

Também é permitido comentar e compartilhar os canvas com quem quiser. 

Tem uma ideia de negócios, mas não sabe como tirá-la do papel? Veja como a Consultoria para Empresas – o Tapa na Cara do 55Lab pode te ajudar!

Conclusão 

Por aqui, vimos o que significa o conceito de modelo de negócio e como isso é fundamental, independentemente do tipo da sua empresa. 

Agora, então, é hora de estabelecer um padrão de empreendimento e, em seguida, criar o seu planejamento. 

Tente ser o mais específico e claro possível. Além disso, veja como o Tapa na Cara pode te ajudar a dar asas ao seu sonho e, enfim, te colocar no universo do empreendedorismo

Aproveite todas as nossas dicas!

Leave your thought here

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *