Blog

Me venda essa caneta: oferta, demanda e timing

55TIPS

Me venda essa caneta: oferta, demanda e timing

Além de muitas risadas e uma aula de atuação de Leonardo DiCaprio, o filme O Lobo de Wall Street também dá uma aula de marketing e vendas. O filme conta a trajetória de Jordan Belfort, um ambicioso corretor da bolsa de valores que cria um império enriquecendo de forma rápida e ilegal. 

Entre as várias lições do longa-metragem, está o discurso “Venda essa caneta”. Vamos falar mais sobre esse conceito e como ele está relacionado com oferta, demanda e timing. Confira. 

“Me venda essa caneta”

Jordan Belfort (DiCaprio) reúne um time, no mínimo inusitado, de possíveis vendedores para começar a empreender na bolsa de valores. Vendo que muitos não estão entendendo o conceito de oferta e demanda, ele tira uma caneta do bolso e lança a famosa frase “Me venda essa caneta”.

Um deles pede para Belfort escrever seu nome em um guardanapo e ele responde que não tem uma caneta, no que o amigo responde “É isso aí, oferta e demanda, amigão”. Ou seja, ele criou uma necessidade, que antes era inexistente, para que pudesse vender a caneta. 

Se você ainda não viu o filme, pode assistir um corte dessa cena aqui antes de partirmos para o detalhamento do conceito. 

Oferta e demanda: identifique a necessidade

Não importa quão incrível o seu produto ou serviço é, os consumidores só irão adquirir se enxergarem uma necessidade na compra. Muitas vezes, essa ausência não é tão clara, às vezes  a pessoa nem sabe que precisa daquilo, por isso falamos em “criar” a necessidade. 

Se você está em uma conversa com clientes ou planejando conteúdo de marketing para sua empresa, precisa descobrir a demanda deles e a forma como seu produto ou serviço resolve essa carência. É preciso destacar o que ele tem hoje e o que ele pode potencialmente ter, oferecendo uma proposta de valor atraente. 

Timing: crie urgência

Um cliente não convencido que precisa resolver seu problema rapidamente é uma venda que não sai do lugar. Por isso o sentimento de urgência é tão importante na hora de fazer uma venda. 

Ajude seus clientes, não só a reconectar-se com suas necessidades, mas a entender a urgência de agir sobre elas. O marketing de escassez é um conceito que desperta esse senso de urgência diante do medo de perder a oportunidade de compra. 

Como criar demanda para sua empresa

O primeiro passo é entender quais necessidades o seu produto ou serviço pode resolver. Depois, pense para quais pessoas essas demandas são viáveis. Entender quem é seu público-alvo é de extrema importância. 

Entenda quais são os hábitos, desejos e medos desse público, entrando a fundo na personalidade e quaisquer outros dados em comuns que elas tenham. Só aí você vai conseguir enxergar como essa necessidade pode ser resolvida e quais os aspectos que você deve apontar na hora da negociação

Se você ainda não possui uma clientela, ou quer se informar sobre um novo lançamento, faça uma pesquisa nos concorrentes, em empresas que vendem produtos ou serviços semelhantes aos seus, ou que possuem um público semelhante. 

Com esses fatores identificados, eles devem estar presentes não só na venda um a um, mas no seu site, na comunicação e em qualquer outra forma de divulgação do seu produto ou serviço. Crie conteúdo de qualidade nas suas redes sociais, que funcionarão como iscas para atrair pessoas que estejam alinhadas com seu público-alvo e queiram entender melhor sobre um assunto. 

Mais dicas de O Lobo de Wall Street

O filme é o tema da semana aqui no 55 Lab. Além de dicas rápidas no nosso Instagram, também vamos fazer uma live especial “O Lobo da Desburrocratização” na qual eu, Ju Guimarães, vou mostrar os passos para desvendar toda a burocratização de um empreendimento de forma simples e prática. Não perca!

Leave your thought here

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *