Blog

Gestão fiscal para empreendedores

Finanças / Gestão de Negócios

Gestão fiscal para empreendedores

A gestão fiscal é um conjunto de ações e procedimentos administrativos voltados para o cumprimento das legislações tributárias. Ou seja, essa gestão é responsável pelas obrigações tributárias, escrituração fiscal e pagamento de impostos. 

Antes de nos aprofundarmos no assunto, é importante saber que existem dois tipos de obrigações tributárias no país:

  • Obrigação tributária principal: ligada a apuração e pagamento de tributos como taxas, impostos e contribuições;
  • Obrigação tributária acessória: relacionada com a emissão de documentos fiscais, escrituração de documentos e uma série de dados que devem ser declarados ao Fisco Federal (órgão que controla e fiscaliza o recolhimento de impostos de abrangência nacional).

Como o Brasil tem alta carga tributária e seu regimento é um tanto complexo, muitos empreendedores acabam se complicando e trazendo prejuízos ao negócio. O ideal é que se tenha pelo menos uma base de conhecimento para não tomar as decisões erradas. 

Pensando nisso, produzimos esse artigo para te explicar os principais benefícios de uma gestão fiscal e como fazê-la de forma eficiente. Confira! 

Quais os principais benefícios da gestão fiscal?

Disponibilizar informações precisas para tomar melhores decisões

Quando você adota uma rotina de gestão fiscal, você tem noção sobre suas obrigações, sabe como aplicá-las e faz a retenção e a certificação do que é devido. Tudo isso te previne de ter despesas fiscais surpresas no futuro. 

Além disso, quando se está sob o controle das suas finanças, você consegue prever tudo o que entra e para onde vão os recursos. Assim, fica mais fácil tomar decisões e garantir a saúde financeira da sua empresa. 

Auxiliar no recolhimento dos tributos

Fazer a gestão fiscal te ajuda a perceber se os tributos a serem recolhidos estão de acordo com o seu tipo de regimento e se estão dentro do prazo dado. Por exemplo, existem empresas que podem reduzir suas despesas ao se enquadrarem no regime do Lucro Presumido e, por falta de informação, acabam optando pelo Lucro Real, adquirindo gastos extras. 

Manter o negócio na formalidade

Para fugir da alta tributação e ter uma boa margem de lucro, muitos negócios operam de forma clandestina, sem dar atenção à legislação tributária. Adotar uma gestão fiscal é uma opção para não colocar seu projeto em risco, fugir de multas e não correr o risco de cair no radar da Polícia Federal. 

Economizar nos tributos

Além de fazer o recolhimento dos tributos de forma correta, ao fazer a gestão fiscal da sua empresa, você conseguirá escolher o regime tributário correto e evitar despesas com cargas tributárias extras, o que impacta diretamente no seu lucro. 

gestão fiscal

Dicas para uma gestão fiscal eficiente

Fique de olho nas obrigações fiscais

O número de obrigações fiscais para empresas é grande, principalmente as do setor varejista. Manter tudo organizado e controlado é o primeiro passo para uma gestão fiscal assertiva. Esse processo torna suas obrigações mais racionais e mais fáceis. 

Faça um bom planejamento fiscal

Empreendedores que não levam em conta aspectos tributários na sua gestão podem colocar em risco todas as etapas produtivas do negócios. Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), cerca de 50% das empresas fecham as portas em menos de três anos por mau planejamento fiscal. 

Por isso, é preciso colocar tudo na ponta do lápis: encargos fiscais incidentes nas atividades dos negócios, obrigações acessórias, bem como a criação de uma reserva que possa cobrir eventuais problemas. 

Na nossa planilha de pessoa jurídica, incluímos todas as obrigações fiscais, para que você possa incluir a gestão fiscal no seu planejamento. Baixe agora gratuitamente: 

[BANNER]

Pesquise sobre os benefícios fiscais

A fim de estimular certa atividade ou setor específico, o governo costuma conceder benefícios fiscais a certas empresas. Entre os benefícios estão o direito à redução da alíquota do imposto, de compensação, de isenção. Logo, é crucial que os empreendedores saibam das políticas de benefícios fiscais e a possibilidade de poder utilizá-los.  

Escolha um regime tributário adequado

Simples Nacional, Lucro Presumido ou Lucro Real? Na escolha de um regime tributário errado, a empresa pode pagar mais impostos, e ainda, estar ilegal diante do Fisco. Além disso, a situação fiscal de uma empresa pode mudar de um ano para o outro.

Por isso, o ideal é que o empreendedor faça um planejamento tributário periódico para saber quais modelos são aplicáveis e, ainda, qual é o mais adequado. E não basta analisar de maneira geral. É necessário que o contribuinte veja os números de perto e avalie qual a melhor escolha e qual trará melhores resultados.

Leave your thought here

O seu endereço de e-mail não será publicado.