Blog

Gestão de negócios: o desafio de mudar mesmo quando tudo parece ir bem

55TIPS

Gestão de negócios: o desafio de mudar mesmo quando tudo parece ir bem

A gestão de negócios tem o objetivo de analisar um plano de negócios ou a condução de uma empresa, para levantar quais são as dificuldades e oportunidades de crescimento dos negócios. 

Geralmente, a gestão de negócios é feita quando o empreendedor quer começar um negócio ou quando precisa sair da estagnação. Mas hoje, vamos falar de como esse olhar observador pode transformar um negócio, mesmo quando tudo parece ir bem. 

Gestão de negócios no dia a dia

Quando se analisa as possibilidades de mudança de um negócio diariamente, conseguimos perceber pontos de melhoria com mais facilidade. Você pode economizar água, energia, material e outros recursos propondo ideais mais sustentáveis, por exemplo. 

Qualquer etapa do seu negócio pode ser uma possibilidade de virada. Basta olhar com atenção para todos os detalhes dos processos. E essa ideia não precisa vir apenas da diretoria. Geralmente, os colaboradores que trabalham no dia a dia do processo conhecem cada nuance das tarefas e podem sugerir melhorias. 

O desafio de mudar mesmo quando tudo parece ir bem

Mas um bom exemplo vale mais do que mil palavras. Então, para mostrar que até grandes empresas aceitaram o desafio de mudar mesmo quando tudo parecia ir bem, trouxemos dois exemplos – que já viraram até lendas do marketing – de multinacionais que melhoraram a gestão de negócios com uma simples ideia. 

McDonald’s e o milk shake em pó

Ray Kroc, sócio que transformou a primeira lanchonete do McDonald’s em um sucesso por todo os Estados Unidos, era ambicioso e não poupou esforços para transformar a lanchonete em um fenômeno. 

A mulher de um dos franqueados, Rollie Smith, propôs que o sorvete dos milk shakes fossem substituídos por uma versão em pó. Dessa forma, eles economizariam com a energia que era gasta com os grandes freezers de sorvete. 

Na época, Kroc passou por cima dos irmãos McDonalds, seus sócios, o que gerou uma briga entre eles. A história pode ser acompanhada no filme Fome de Poder, mas o milk shake de sorvete em pó foi um sucesso e rendeu uma enorme economia de energia elétrica – e mais lucratividade – para os sócios e franqueados. 

Pasta de dentes e caixas sem tubo

Nosso segundo exemplo de uma boa gestão de negócios se passa em uma fábrica de pasta de dente, provavelmente nos anos 90, de uma multinacional de Campinas. A linha de produção de pastas apresentava um problema frequente: algumas caixas sem o tudo dentro terminavam nos fardos e eram enviadas para venda. 

As reclamações eram constantes e a empresa começou a investir em práticas para solucionar o problema. Foram gastos 8 milhões de reais na instalação de balanças de precisão super modernas que, uma vez acopladas às esteiras, detectavam as caixas vazias, que eram mais leves que as demais. 

Quando uma caixa vazia era detectada, a esteira era parada automaticamente, um braço mecânico empurrava a caixa vazia para fora da linha de produção e o sistema era reiniciado. 

Três meses depois, sem nenhuma ocorrência de caixas vazias sendo enviadas para as lojas, a diretoria foi produzir um relatório e percebeu que o sistema estava desligado havia dois meses. O que havia acontecido então?

Ao questionar o supervisor, descobriram que a máquina parava a linha de transmissão e impedia que os trabalhadores batessem as metas. Eles então desligaram a máquina, fizeram uma vaquinha e compraram um ventilador grande, que foi colocado ao lado da esteira. 

Toda vez que uma caixa vazia passava, o vento empurrava ela para fora da esteira. Ou seja, a empresa investiu 8 milhões de reais em uma solução e um ventilador de 80 reais foi mais eficaz. 

Isso mostra que, às vezes, uma simples ideia pode revolucionar o seu negócio e trazer muitos benefícios, seja mais produtividade ou menos gastos, mesmo quando você pensa que não há mais nada que precisa ser mudado nos processos. A gestão de negócios deve ser contínua e sempre procurar por melhorias e economias.

Leave your thought here

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *