Blog

Ferramentas para empreendedores: planilha de pessoa jurídica

55TIPS

Ferramentas para empreendedores: planilha de pessoa jurídica

A planilha de pessoa jurídica é uma das ferramentas para empreendedores mais essenciais. Super simples de responder, ela te ajuda a fazer o previsto e o realizado, dando os insumos para tomar as principais decisões do seu negócio. 

Essa planilha é dividida em duas etapas: a primeira parte se refere a todas as saídas de dinheiro, então todos os seus gastos com o empreendimento, e a segunda a todas as entradas, ou seja, todas as suas receitas e fontes de recebimento. 

A combinação dessas duas etapas te dará indicadores importantes para tomar decisões mais assertivas sobre o seu negócio. Manter o controle das entradas e saídas é o primeiro passo para o bom planejamento financeiro de um negócio. Se você já faz esse controle, acompanhe até o final que a nossa planilha vai além e te dá informações ainda mais importantes para sua empresa. 

Na hora de preencher a planilha PJ, você vai sempre colocar como recebeu ou como pagou e fazer uma projeção. Essa parte é essencial para você entender seus gostos futuros e, principalmente, se o que está na sua cabeça condiz com a realidade. Fazendo a projeção do que você pretende ganhar e gastar e depois comparar com os números reais, te ajuda a entender ainda mais o seu negócio e as suas finanças. 

Antes de continuar, precisamos falar sobre a separação de gastos pessoais e jurídicos. Não tem como sua empresa ter uma boa saúde financeira se seus gastos estão juntos com suas despesas pessoais, tudo junto no mesmo saco. 

Então se você ainda está nessa etapa, confere a Live #05: Como separar a Pessoa Física da Pessoa Jurídica?

Etapa 1: Saídas

Agora vamos te mostrar cada etapa dessa planilha, que é uma das mais importantes ferramentas para empreendedores, e como preenchê-la. A primeira coluna é reservada para colocar todas as suas despesas, que estão separadas em dez categorias:

  1. Lar doce lar: quanto você gasta com a sua estrutura física;
  2. Treinamentos e consultorias: tudo que estiver previsto de cursos e treinamentos para você e sua equipe;
  3. Equipe: o que você tem de gasto com os colaboradores, prestadores de serviços, estagiários e qualquer outros gastos com pessoal;
  4. Sistemas: todas as taxas e mensalidades que você precisa pagar com os sistemas;
  5. Manutenção: todo o investimento que será feito para manutenção do seu espaço, como compra de materiais, copa e serviços de reparo; 
  6. Conectividade: valores de internet, telefone e equipamentos;
  7. Marketing e comunicação: custo de agência de marketing ou assessoria de imprensa;
  8. Móveis e equipamentos: essa dispensa explicação, né?;
  9. Impostos e custos financeiros: lembrando que algumas alíquotas podem variar mensalmente, dependendo do seu faturamento, então atenção nessa etapa;
  10. Dívidas: esperamos que você não tenha, mas se tiver dívidas, empréstimos ou parcelamentos, eles devem entrar aqui. 

Todas essas áreas são editáveis e você pode adaptá-las de acordo com a realidade do seu negócio. As linhas que você não deve mexer são as linhas do resultado final embaixo da tabela e nos dados totais. Altere apenas os itens, meios de pagamento, valores previstos e realizados. 

Fique atento também à sazonalidade. Os seus gastos provavelmente não serão os mesmos em todos os meses do ano. Se você está começando agora e ainda não sabe qual a sazonalidade do seu negócio, dê uma pesquisada no Google para ter uma referência. 

ferramentas para empreendedores

Etapa 2: Entradas

A segunda aba da planilha é bem parecida com a primeira, mas vamos preencher com as entradas de dinheiro. Então, na primeira coluna, há todos os itens divididos em sete categorias:

  1. Produto ou serviço: preencha todos os produtos e serviços da sua empresa. Se há promoções ou serviços que variam o valor dependendo da quantidade de consumidores, coloque-os separadamente;
  2. Consultoria: você faz consultorias? Elas entram aqui;
  3. Coworking: essa etapa foi feita especificamente para um modelo de negócios, mas você pode adaptar para se encaixar ao seu;
  4. Treinamentos: treinamentos oferecidos para equipes terceiras;
  5. Reembolsos: se você tiver que reembolsar algum valor, entra aqui;
  6. Patrocínios: de eventos e ativações;
  7. Empréstimos e aportes: valores de empréstimos 

Preenchendo todas essas etapas, lembrando que elas podem ser alteradas e adaptadas à realidade do seu negócio, você terá uma previsão das suas despesas e faturamento, conseguindo prever os meses que você estará no azul e no vermelho. 

ferramentas para empreendedores

Baixe essa e outras ferramentas para empreendedores

Disponibilizamos a planilha de pessoa jurídica e outras ferramentas para empreendedores que usamos no nosso curso Tapa Na Cara gratuitamente. Elas irão te ajudar a estabelecer a base do seu negócio e organizar todas as etapas essenciais para ter um empreendimento seguro e saudável.

ferramentas para empreendedores

Leave your thought here

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *