Blog

Diversidade nas empresas: a orientação profissional que você provavelmente não teve

55TIPS

Diversidade nas empresas: a orientação profissional que você provavelmente não teve

O mês do orgulho LGBTQIA+ passou e muitas empresas se posicionaram, com vídeos, ícones nas cores do arco-íris e campanhas. Mas será que a diversidade nas empresas realmente acontece? Como é formada a diretoria dessas empresas? 

Negócios focados em diversidade, equidade e inclusão, e que não apenas exploram esses valores comercialmente, trazem diversos benefícios para a empresa e seus colaboradores. Os benefícios atingem áreas que até os mais céticos entendem: dinheiro, sustentabilidade (no sentido de perdurar) e inovação. 

Saiba mais como o impacto da diversidade nas empresas, como ter um time com mais mulheres, pessoas negras e pessoas LGBTQIA+ pode beneficiar seu negócio e empresas que já estão trabalhando isso e sendo exemplo para muitas outras.  

Três pilares BCG: Diversidade, Equidade e Inclusão

O BCG (Boston Consulting Group) é uma organização pioneira em estratégia de negócios que visa capacitar as organizações a crescer, construir uma vantagem competitiva sustentável e impulsionar um impacto social positivo. 

Eles buscam impulsionar mudanças mensuráveis na diversidade, equidade e inclusão, um valor que concordamos e que fomentamos aqui na 55 Lab. Trouxemos alguns dos dados divulgados pela BCG, em pesquisa focada na presença de mulheres, que mostram a importância da inclusão e diversidade nas empresas: 

  • 53% das empresas na Fortune 500 tem, pelo menos, três mulheres na diretoria;
  • Empresas inclusivas tiveram aumento de 14% na bolsa durante a crise financeira de 2007 a 2009; 
  • Empresas que possuem 30% dos cargos de liderança preenchidos por mulheres possuem 6% a mais de margem de lucro líquido. 

O impacto desses três pilares no negócio

Time e cultura

A diversidade nas empresas ajuda a mitigar preconceitos e construir forças de trabalho diversificadas. Para isso, é necessário incorporar melhores práticas de diversidade, equidade e inclusão nos processos de negócios, como políticas de pessoal equitativas em todo o ciclo de vida do funcionário de contratação, desenvolvimento e retenção.

Empresas que conseguem construir uma cultura organizacional que promove a inclusão e incentiva a diversidade precisam ter esses valores bem construídos desde o início, tornando-os presentes em todas as etapas do negócio. 

Parcerias e práticas de negócio

Impulsionando a inovação e criando valor para sua empresa, é possível atender segmentos de mercado mais amplos e estabelecer programas de fornecedores e distribuidores minoritários como fonte de vantagem competitiva. 

Impacto social

Investir na diversidade nas empresas também causa um grande impacto social, principalmente quando se usa voz, influência e filantropia para catalisar diversidade, equidade e inclusão em suas comunidades e ao redor do mundo. 

A orientação profissional que você provavelmente não teve

A mudança não pode acontecer apenas na base das empresas. Como vimos nos dados da BCG, o impacto acontece quando mulheres entram nos cargos de diretoria, onde as decisões estratégicas são tomadas. Susan Colantuono, CEO da Leading Women, uma empresa de consultoria de gestão que empodera mulheres, fez um Ted Talk sobre isso. 

Ela diz que as mulheres representam 50% dos cargos de gestão intermediários e cargos operacionais, mas a porcentagem de mulheres no topo das organizações representa menos de um terço desta porcentagem. Porque há tão poucas mulheres líderes? Colantuono responde essa pergunta e ainda dá um conselho muito importante para quem quer mudar essa regra: 

Diversidade nas empresas hoje

Muitas empresas já estão procurando maneiras de diminuir essa distância e trazer mais diversidade nas empresas. A Magazine Luiza abriu um processo seletivo de trainee para negros e as inscrições ultrapassaram o número de 22,5 mil candidatos. 

A multinacional C&A abriu processo seletivo com mais de mil vagas de emprego em todo o Brasil para pessoas trans. É cada vez mais comum que grandes e pequenas empresas foquem processos seletivos na diversidade, focando em mulheres, pessoas negras e pessoas LGBTQIA+. 

A Nubank também já realizou processo seletivo focado em pessoas negras e, como já falamos nos artigos Anitta, networking profissional e empreendedorismo selvagem e Nubank + Warren Buffett: lições e aprendizados que tem a ver com você – “reles mortal” do mercado, ela tem procurado alianças mais diversificadas para a diretoria da empresa. 

Sua empresa pensa na diversidade, equidade e inclusão? Quais medidas estão sendo tomadas para garantir que seu time seja o mais diverso possível? 

Leave your thought here

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *