Blog

Como investir em criptomoedas: vantagens, riscos e principais moedas

Finanças

Como investir em criptomoedas: vantagens, riscos e principais moedas

As criptomoedas estão ganhando os investidores e até atraindo pessoas para entrar no mundo dos investimentos. Já falamos tudo o que você precisa saber sobre as moedas digitais aqui e hoje vamos te mostrar como investir em criptomoedas. 

Confira as vantagens e riscos de investir em criptomoedas e quais são as principais moedas digitais do mercado. Depois não deixe de conferir como as criptomoedas surgiram e como funciona a variação de preço delas aqui. 

Vantagens de investir em criptomoedas

Investir em criptomoedas é uma atividade recente e, por isso, há bastante dúvidas sobre se essa é uma boa maneira de investir dinheiro. A verdade é que as moedas digitais possuem algumas vantagens em relação às moedas físicas, entre elas: 

Taxas baixas

Atualmente, os pagamentos realizados com moedas digitais são processados com taxas baixas ou até isentas. Existem serviços baseados em criptomoedas em que o processamento de vendas e a transferência dos valores são realizados diariamente e com custos menores que os métodos tradicionais, como PayPal e cartões de crédito. 

Segurança

Os pagamentos com criptomoedas podem ser realizados sem vincular informações pessoais do usuário à transação, o que oferece forte proteção para os usuários. Além disso, é possível proteger suas moedas com cópias de segurança e criptografia. 

Transparência

Todas as informações sobre a oferta de unidades de criptomoedas estão disponíveis no blockchain para qualquer pessoa acessar. Isso significa que nenhuma pessoa ou organização pode controlar ou manipular o protocolo da moeda digital, que é criptografado. Isso permite que os núcleos das criptomoedas sejam confiáveis, neutros, transparentes e previsíveis. 

criptomoedas

Riscos de investir em criptomoedas

Assim como outros tipos de investimento, nem tudo são flores na hora de investir em criptomoedas. Por isso, trouxemos alguns riscos que esse tipo de investimento traz, para você se preparar e investir com segurança: 

Grau de aceitação

Como a quantidade de pessoas que conhece é pequena e das que usam é menor ainda, são poucos os estabelecimentos que aceitam criptomoedas como forma de pagamento. No Brasil, o mais comum é utilizar as moedas digitais como forma de investimento. 

Volatilidade

Os preços das criptomoedas variam bastante. Isso acontece porque, aos poucos, as moedas vão ganhando visibilidade, o que atrai novos usuários e acaba supervalorizando o ativo. É aqui que investir em criptomoedas pode ser um benefício, mas é preciso ficar de olho nos preços diariamente.

Segurança

A segurança também entra como um ponto negativo, porque é preciso alguns cuidados para proteger suas moedas. Assim como você pode perder uma nota de dinheiro vivo, se perder ou apagar o arquivo digital da criptomoeda, o dinheiro também está perdido. 

Transformação digital

Principais moedas

Bitcoin

Bitcoin é a criptomoeda mais conhecida, já que foi o primeiro sistema de pagamento totalmente descentralizado. Ela foi desenhada em 2008 e poderá ser minerada até o ano de 2140, com cerca de 21 milhões de bitcoins em circulação. 

Bitcoin Cash

O Bitcoin Cash é uma nova versão do Bitcoin original, criada em agosto de 2017, criada para aperfeiçoar a primeira moeda, que conta com taxas consideradas elevadas e demanda um tempo grande de processamento de cada operação.

Ethereum

Originalmente, o Ethereum não foi criado para ser uma moeda digital como o Bitcoin. A ideia era que se tornasse um ativo para recompensar os desenvolvedores pelo uso da plataforma Ethereum em seus projetos. Hoje está entre as criptomoedas mais negociadas do mundo. 

Como investir em criptomoedas

Tether

A característica do Tether é ser uma moeda estável que representa moedas físicas no mundo digital. Para cada moeda digital emitida é preciso haver uma quantidade de dinheiro real equivalente em caixa, como uma nota de dólar. 

Ripple

O Ripple não se trata apenas de uma moeda, mas de um sistema em que qualquer moeda – incluindo a criptomoeda mais conhecida, o Bitcoin – possa ser negociada. Em certa medida, o funcionamento Ripple se assemelha em algum grau ao dos bancos, por aceitar vários ativos e facilitar a realização das transações.

Litecoin

Por conta do processamento mais rápido de transações, o Litecoin é considerado uma alternativa melhor para a realização de operações no dia a dia. O Bitcoin, por sua vez, funcionaria melhor como uma reserva de valor. O Litecoin foi projetado para produzir mais unidades, com um limite de 84 milhões de moedas, contra 21 milhões do Bitcoin.

Essas foram as vantagens e riscos de investir em criptomoedas. Sabendo como as moedas digitais funcionam, você poderá aproveitar o melhor dessa forma de investimento e se jogar no mundo cripto!

Leave your thought here

O seu endereço de e-mail não será publicado.