Blog

Precificação: como calcular preços de produtos e serviços sem erro

Finanças

Precificação: como calcular preços de produtos e serviços sem erro

A precificação é o processo de mensurar o valor de um produto ou serviço. Pode parecer simples, mas grande parte dos empreendedores precifica seus itens de forma errada, o que impacta diretamente no faturamento e no lucro da empresa. 

Para calcular o preço de um produto ou serviço, é importante que o valor definido seja o suficiente para remunerar as pessoas envolvidas no processo de fabricação, para pagar os custos fixos e variáveis e ainda trazer lucro para a empresa. Saiba mais sobre precificação neste artigo e descubra como chegar ao preço de venda ideal para o seu produto ou serviço. 

Vantagens de uma boa precificação

Além do lucro, que é a vantagem mais evidente de uma boa precificação, existem outros benefícios quando você consegue acertar o preço de um item, como a sobrevivência de um negócio, a maximização de lucros e faturamento, o aumento no número de vendas e definir o posicionamento da marca. Além disso, estabelecer bons preços garante: 

Maior controle sobre os resultados

Quando os preços do seu negócio são pensados levando em conta os objetivos do negócio e o que compõe o produto ou serviço, eles ajudam a esclarecer os custos do seu empreendimento. Além disso, é possível identificar erros ou gastos desnecessários, que a médio e longo prazo inviabilizam a produção. 

Aproveitamento do mercado

Ao visualizar o mercado e entender o que é procurado pelos seus consumidores, é possível oferecer um item que contemple suas necessidades, incluindo as limitações financeiras ou o valor agregado que é buscado. 

Otimização dos processos

Uma boa precificação permite que cada etapa seja analisada e calculada, da produção do produto ou serviço, até ele ser adquirido pelo consumidor. Esse olhar sobre as etapas permite reduzir tempo e custos, otimizando processos

Liderança de produto e de qualidade

O reconhecimento do valor adequado ao produto faz com que ele se torne uma opção mais viável ao consumidor, posicionando a marca em um local de destaque entre a concorrência. 

precificação

Como calcular o preço de venda

Agora que você já entendeu a importância de uma boa precificação, vamos ao passo a passo de como estabelecer esses valores de forma estratégica. 

Conheça seus custos e despesas

O primeiro passo é fazer um levantamento detalhado de todos os custos e despesas envolvidos na atividade da empresa. Ao pular essa etapa, o empreendedor corre o risco de ter prejuízo, mesmo vendendo muito. Isso porque quando os preços estão baixos demais, o faturamento não é suficiente para cobrir todos os custos e despesas. 

Quando falamos de custos, estamos nos referindo aos gastos que são próprios da atividade, como compra de matéria-prima e pagamento de fornecedores. Já as despesas são aquelas que dão suporte para que a empresa alcance seus objetivos, como o aluguel do imóvel e o honorário do contador. 

Defina sua margem de lucro

Mas não basta que o valor do produto cubra os custos e despesas, é preciso gerar lucro para cumprir o propósito do negócio. O lucro é a diferença entre o faturamento gerado pelas vendas e os gastos existentes, estimados no passo anterior. 

Não existe uma margem de lucro ideal que se aplique a todo tipo de empresa, então você deve buscar pelo seu equilíbrio visando uma rentabilidade responsável. E lembre-se: preços baixos comprometem as finanças, mas preços altos demais podem afastar clientes e encalhar o estoque. 

Leve o mercado em consideração

O fator mercadológico também deve ser levado em consideração na hora da precificação. Isso significa que seu preço de venda deve ser compatível com as exigências do mercado e não muito distante daquilo que é praticado por seus concorrentes. 

É claro que você pode diminuir o preço em determinadas campanhas e épocas do ano, mas essa estratégia deve ser feita de forma pontual e não como um valor fixo da empresa. 

Use a margem de contribuição

A margem de contribuição é um indicador financeiro essencial que serve como base para a precificação de produtos e permite visualizar melhor quando é conveniente mexer no seu preço para ganhar competitividade. 

A conta é bem simples: 

Margem de contribuição = valor das vendas – (custos variáveis + despesas variáveis)

O valor das vendas considera o preço final pelo qual seu produto será vendido, os custos variáveis são os custos de produção e as despesas variáveis são aquelas que mudam de período em período, como impostos sobre as vendas e comissão de vendedores. 

Seguindo esses passos, você ganha uma visão ampla da situação financeira do seu negócio e consegue definir seus preços com mais segurança e precisão. Você costuma seguir esse passo a passo na hora da precificação? Conta para a gente nos comentários!

Leave your thought here

O seu endereço de e-mail não será publicado.