Ménage Profissional? 3 regras básicas

Você já fez um ménage profissional? Os três pilares de um negócio também devem discutir a relação

De cara, já vou te dar uma legenda: ménage profissional é o relacionamento decisivo para a melhoria dos resultados de suas empreitadas. Alguma ideia de quem são os envolvidos nesse oba oba? Vou te dar uma dica: pessoas estão por trás das estratégicas e elas tem suas próprias expectativas e demandas. Porque negócios são feitos por gente e não CNPJs. Então, conheça as estrelas desse threesome: você, os outros e a empresa. E, assim como um ménage à trois tradicional, é imprescindível ter regras para ele funcionar.

Sem querer pular as preliminares, mas com seu bem estar em mente, vou compartilhar as regras para que você se prepare para aproveitar ao máximo esse jeito de apimentar suas relações profissionais.

Regra 1: seja super transparente

Antes de olhar para os outros, você tem que olhar para si mesmo. Se você é do tipo que entra em uma negociação escondendo o que quer e qual é o seu objetivo final, já começou errado. Em outras palavras, ter claro o que espera, o que está disposto a dar e como pode chegar lá é o primeiro passo para a brincadeira.

É hora de deixar de lado pensamentos como “não posso me expor”, “não vou mostrar minhas cartas” ou “o que vão pensar de mim” e criar clima para descobrir o que vocês têm em comum. Porque compartilhando objetivos e necessidades, a vulnerabilidade necessária para construir intimidade aparece naturalmente. Eventualmente, essa intimidade é o que manterá vocês unidos independente das mudanças de contexto.

Essa transparência é válida tanto para o relacionamento entre você e as pessoas envolvidas quanto para o relacionamento entre você e a empresa. Porque já sabemos que hoje em dia é difícil encontrar gente que queira ficar na mesma empresa a vida inteira. Mas, enquanto estiver trabalhando em uma, é importante que você compartilhe com os representantes dela o que espera desse relacionamento enquanto ele durar. Por outro lado, os CNPJs (ou seja, os CPFs que estão por trás deles) também precisam ter em mente que esse relacionamento é transitório e que deve deixar claro o que espera das pessoas que se engajaram na causa defendida por suas estratégias.

Regra 2: todos têm que estar na mesma vibe

É como um ménage pessoal mesmo! Não adianta você chegar no seu parceirx e falar que está na hora de apimentar a relação e trazer um terceiro elemento, se vocês nunca conversaram sobre isso antes. Ou seja, é tipo colocar um elefante branco no meio da cama. De maneira idêntica, isso se repete no mundo dos negócios: o melhor jeito de se relacionar é saber ouvir e alinhar a trilha que mantém o equilíbrio.

É provável que contextos e objetivos mudem ao longo do tempo. Enquanto o tempo vai passando, não se feche ou congele por medo de falar que para você não vai mais funcionar.  Em contrapartida, prepare-se para ouvir o que não espera vindo do outro lado. Tentar manter uma relação que não deixa os participantes confortáveis é só adiar o inevitável. Lembre-se da primeira regra: seja transparente.

Regra 3: pesquise tudo a respeito e “boca de siri”

Pesquise sobre os envolvidos nessa relação: o que querem, como querem, por quê querem, onde querem, quando e até quando querem. Esse é o mínimo que você precisa saber antes de entrar nesse jogo. Afinal, informação é ouro e o seguro morreu de velho, né?

Vamos combinar que contar detalhes de uma orgia não facilita um replay. Então, controle-se para não espalhar informações comprometedoras por aí. Assim é possível estabelecer uma relação de confiança nesse tripé.

Por fim, um resumo rápido das três regras para ninguém se perder: transparência, mesma vibe e pesquisa com boca de siri. Coloque essa fórmula em prática e me conta como rolou seu primeiro ménage profissional depois dessas regras básicas.

E se você quer conhecer mais ideias sobre empreendedorismo e inovação para negócios, conheça o Ignition!

______________________________________________________________________________

Sobre a autora

Juliana Guimarães é paulistana de coração e brasiliense de carteirinha, participou ativamente do processo de aceleração do movimento empreendedor no nosso quadradinho. Especialista em transformar ideias em negócios viáveis, é co-fundadora do 55Lab.co nasceu como 4Legal, o primeiro coworking de Brasi?lia, responsa?vel pela trac?a?o do ecossistema empreendedor na regia?o.

Contribui para o artigo: Suênia Dantas.

Gostou? Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin