Blog

Ambiente de Negócios: Importância e Dicas de Como Analisar

55TIPS

Ambiente de Negócios: Importância e Dicas de Como Analisar

Atuar como microempreendedor individual, gerenciar uma empresa, empreender ou embarcar no mundo dos negócios. 

Seja qual for a sua praia, sabemos que o Brasil possui certas peculiaridades quando se trata de ambiente de negócios. Mas o que é isso? Por que é relevante sabermos como ele funciona? 

Acompanhe aqui as explicações que você precisa para dominar o assunto e se sair bem independente da área de atuação. 

Confira aqui como o 55Lab.Club apoia você na questão do ambiente de negócios!

Qual a importância de um bom ambiente de negócios?

Primeiro de tudo, vamos entender do que se trata o ambiente de negócios. Ele compreende todos os fatores externos que podem impactar as decisões e o modo de gerir uma atividade empresarial, sejam eles elementos como forma de governo, características políticas, sociais, econômicas, entre outras condições.

Com base nisso, vamos pensar no Brasil como nosso ambiente de negócios. Nossas leis trabalhistas, as decisões que os governantes tomam que impactam a economia, o cenário atual do país. 

Tudo isso pode interferir, direta ou indiretamente, sobre o seu negócio, não é mesmo? Por isso que conhecer o seu ambiente de negócios é fundamental.

Mas conhecer não é tudo. É também preciso compreender como os elementos atuam sobre a sua empresa e extrair o melhor deles. Desta forma, cria-se um bom ambiente de negócios, que favorece o cenário da sua atividade empresarial.

Resumindo: imagine que você decide atuar na agricultura. Você precisa conhecer o solo, as condições climáticas, escolher o que se adapta melhor ao seu conjunto de características disponíveis, os equipamentos necessários para, só então, ter chance de sucesso no final da colheita, certo? É assim que funciona para se ter um bom ambiente de negócios! 

Quais os principais elementos de um ambiente de negócio?

Agora que sabemos o que é um ambiente de negócios, vejamos quais são seus principais elementos. Em um ambiente de negócios, é muito importante que os executivos conheçam as quatro perspectivas para análise: a força do mercado, a força da indústria, as forças macroeconômicas e as tendências principais. Vejamos a que cada uma delas se refere?

Força do mercado

A análise da força de mercado permite validar o segmento de atuação e elaborar estratégias consistentes para os principais clientes da empresa. 

Aqui cabe pensar nos fatores que afetam o mercado de atuação, os segmentos (em crescimento ou declínio, o principal e o que está sendo mal atendido), avaliação das necessidades e demandas dos clientes e estudo do custo da mudança para os clientes (qual o peso da  minha marca para eles?).

Por fim, qual a atratividade de receita do seu negócio (quais itens do meu mix de produtos/serviços possuem maior ou menor margem de lucro?).

Força da indústria

Quem são seus concorrentes? É difícil surgir um empreendimento semelhante? Existem produtos/serviços substitutos para o que minha empresa oferece? Qual a capacidade dos meus stakeholders influenciarem meu modelo de negócio?

As respostas para estas perguntas permite que você faça uma avaliação da capacidade competitiva de seu negócio. 

Tendências principais

Quando falamos em tendências, estamos projetando nossa visão para o futuro, para o que o mercado nos mostra como possíveis mudanças. 

Por isso, avaliamos as esferas da tecnologia, das tendências sociais e culturais, das socioeconômicas e das regulatórias, isto é, leis e tributações que podem influenciar o consumo.

Ao analisá-las, o gestor consegue planejar e traçar estratégias que mantenham o seu negócio competitivo mesmo em cenários de mudanças significativas.

Forças macroeconômicas

Estas forças são como um carro desgovernado: não temos como controlá-lo, mas podemos pensar em estratégias de defesa. 

Portanto, conhecer o mercado global, o mercado de capitais, commodities e infraestrutura econômica permite que possamos tomar medidas a fim de mitigar impactos sobre o negócio.

Quer um exemplo real disso? A pandemia do Coronavírus. Afetou o mundo todo, alguns mercados entraram em total recessão, outros apresentaram ascensão. 

Cabe a quem faz gestão de uma empresa analisar tudo isso para atuar dinamicamente, à medida que o comportamento da economia global muda.

Como o ambiente de negócios impacta os investimentos e a produtividade?

Quando falamos em ambiente de negócios, é importante lembrar que ele se refere ao ciclo de vida das empresas. 

Portanto, leva-se em consideração aspectos complexos e, ao mesmo tempo, específicos em cidades, estados ou países, tais como os procedimentos para abertura e fechamento de empresas ou o recolhimento de tributos. 

Em virtude da complexidade de elementos envolvidos, o Banco Mundial procurou captar informações relacionadas ao ambiente de negócios com o intuito de medir, analisar e comparar as regulamentações para empresas e a sua aplicação em quase todas as economias do mundo, um método que ficou conhecido como Doing Business

Com base nos indicadores, os interessados em investir procuram as economias que proporcionam um ambiente de negócios favorável à sua atividade empresarial. 

E como consequência dos investimentos feitos, temos o aumento do estoque de capital (composto por maquinário de produção). E a produtividade está diretamente relacionada ao capital físico (máquinas) e o capital humano (força de trabalho) de um país.

Portanto, o ambiente de negócios de qualidade funciona como um imã para o sucesso: ele atrai mais investimento que, consequentemente, atua sobre a produtividade. É uma bola de neve só que no sentido mais positivo possível para o mundo dos negócios.

Dicas para analisar ambientes de negócios

A melhoria do ambiente de negócios pode começar pelos empresários que compõem uma economia. 

Por isso, conte com o 55Lab.Club para conhecer o seu ambiente de negócios, traçar as melhores estratégias para que sua empresa prospere e faça uma limonada de cada limão azedo que o mercado global resolva oferecer. Veja também essas dicas!

  • Esteja ciente de quais fatores da economia mundial e nacional podem afetar o seu negócio (por exemplo, cotação do dólar, insumos etc.). 
  • Acompanhe os indicadores relevantes e prepare-se, seja fazendo reserva de capitais ou estoque de alguma matéria-prima.
  • Estude os concorrentes e empresas de ramos similares, pois sempre há um aprendizado a ser absorvido.
  • Verifique os relatórios de empresas que acompanham o comportamento de consumidores, pois eles servem como base para compreender o seu cliente e o comportamento do mercado como um todo.

Quer uma dose de realidade sobre o mundo dos negócios e entrar nele pra valer? Então o Tapa na Cara é pra você! É aquele empurrãozinho que você precisa para descobrir do que é capaz.

Faça parte do melhor laboratório de negócios e transforme sua empresa!

Conclusão

O ambiente de negócios vai além de uma simples análise SWOT. Trata-se de conhecer o macro, o mundo ao redor de nosso próprio negócio, percebendo as mudanças que ocorrem, desde os fornecedores até o consumidor final. 

O ambiente de negócios diz muito sobre as empresas que nele estão inseridas. Se é de qualidade, provável que haja muito investimento e muita produtividade, então, ter sucesso é também mérito de quem soube enxergar as ‘brechas’ e tirar proveito delas. 

Se o ambiente de negócios é desfavorável, logo, a empresa precisa estar muito atenta para poder prosperar aqui, mesmo com as condições que encontra.

Em suma, conhecer o seu ambiente de negócios é essencial para manter-se firme e bem sucedido em sua atividade empresarial.

Veja também outros conteúdos nosso sobre mundo dos negócios:

Imersão Tapa na Cara
Baby steps do protagonismo
Consultoria para Coworkings
Ménage estratégico: você sabe o que é?
Endereço Fiscal: o que é, vantagens e como escolher o seu

______________________________________________________________________________

Sobre a autora

Juliana Guimarães é paulistana de coração e brasiliense de carteirinha, participou ativamente do processo de aceleração do movimento empreendedor no nosso quadradinho. Especialista em transformar ideias em negócios viáveis, é co-fundadora do 55Lab.co, o qual nasceu como 4Legal, o primeiro coworking de Brasília, responsável pela tração do ecossistema empreendedor na região.

Leave your thought here

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *